16/10/2019
08:02:27
SinalTV - Canal MEO 500520
19-03-2014
Cultura

Teatro de Vila Real democratizou acesso à cultura numa década

Teatro de Vila Real democratizou acesso à cultura numa década
O Teatro Municipal de Vila Real assinala o décimo aniversário na quarta-feira.
"Nós temos uma democratização do acesso à cultura que se verificou massivamente sem nunca beliscar a qualidade, mas trabalhando sempre para minorias e, com esse processo de trabalhar para muitas minorias, atingir a maioria", afirmou o diretor do Teatro Municipal, Vítor Nogiueira.

Também o presidente da Câmara de Vila Real, o socialista Rui Santos, afirmou à agência Lusa que esta casa das artes se tornou numa "referência no norte do país".

No entanto, referiu que é preciso agora dar um segundo passo a nível do serviço educativo, que "permita a consolidação de um público e que a produção própria de qualidade nasça nestes territórios".

Vítor Nogueira considerou que o teatro tem sido capaz de atrair a si próprio públicos muito diversos, dos "08 aos 80 anos", e tem apostado também na criação, com as coproduções e a abertura das portas às companhias de teatro amadoras.

"Fizemos um esforço muito grande ao ponto de, por exemplo, as nossas instalações e bastidores, salas de ensaio e palcos terem estado abertos a criadores da região cerca de 200 dias por ano", sustentou.

Vítor Nogueira destacou a polivalência do equipamento como um dos fatores de atração, já que, para além do grande auditório, o teatro possui ainda um auditório exterior, um pequeno auditório, um café concerto e alberga o Museu do Som e da Imagem.

Numa década, esta casa recebeu 2,5 milhões de visitantes, 632 mil espetadores espalhados por 3.681 espetáculos, o equivalente a cerca de um espetáculo por dia.

Na programação estiveram representados 51 países, tendo acolhido 51 estreias nacionais e 23 espetáculos únicos em Portugal, bem como concretizadas 32 coproduções.

A média de ocupação das salas rondou os 88,8%.

Vítor Nogueira acredita no futuro do equipamento cultural, no entanto, ressalvou os "tempos difíceis" que o equipamento atravessa devido à extinção da empresa municipal Culturval e à necessidade de internalizar a gestão desta casa na Câmara Municipal.

O diretor referiu que o orçamento se mantém e que o teatro continua a gerar receitas consideráveis, frisando que o problema está relacionado com a necessidade de os funcionários serem obrigados, ao fim de 10 anos de trabalho, a concorrer de novo ao seu posto de trabalho.

O autarca Rui Santos disse esperar que o concurso público para admissão de funcionários para a área cultural fique concluído neste primeiro semestre do ano.

Este concurso abrange o teatro, mas também a biblioteca e o grémio literário.

Para comemorar o décimo aniversário, Rodrigo Leão foi convidado a apresentar, na quarta-feira, um espetáculo que revisita a sua carreira e as suas bandas sonoras para cinema.

Antes será inaugurada uma exposição de autógrafos.

O Teatro Municipal de Vila Real, que teve um investimento de dez milhões de euros, abriu as portas no dia 19 de março de 2004, numa cerimónia que contou com a presença do então primeiro-ministro Durão Barroso.

Fonte: Lusa

Outras notícias