02/12/2020
01:33:05
SinalTV - Canal MEO 500520
06-03-2014
Sociedade

Sindicatos das forças de segurança temem infiltrados na manifestação

Sindicatos das forças de segurança temem infiltrados na manifestação
Esperam-se mais de dez mil profissionais no protesto desta quinta-feira, um número de ultrapassa a manifestação de Novembro, marcada pela invasão da escadaria do Parlamento.
O dirigente da Comissão Coordenadora Permanente (CCP) dos Sindicatos e Associações dos Profissionais dos Serviços e Forças de Segurança, em declarações à TSF, disse temer que o protesto possa ser perturbado, já que nas redes sociais há vários grupos a mobilizar pessoas.

O secretário nacional, Paulo Rodrigues, considera que a presença destas pessoas pode ou não ser pacífica e justifica, por isso, o reforço dos agentes da PSP que vão fiscalizar a manifestação. O dirigente estima que no protesto estejam cerca de dez mil profissionais – um número que ultrapassa a manifestação de Novembro. Há pelo menos 60 autocarros que vão chegar a Lisboa, contanto esta manifestação com a presença em massa de elementos da GNR.

Antes, à Lusa, Paulo Rodrigues tinha já referido que espera que o protesto supere o de 21 de Novembro de 2013, que terminou com a invasão da escadaria da Assembleia da República e com a consequente demissão do director nacional da PSP. Na altura, o ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, classificou como "absolutamente inaceitáveis" os acontecimentos que motivaram a invasão da escadaria do Parlamento, garantindo que "foi uma excepção que não voltará a repetir-se". Mas Paulo Rodrigues garante que o episódio foi “simbólico” e isolado.

Fonte: publico.pt

Outras notícias