18/11/2019
20:55:17
SinalTV - Canal MEO 500520
13-09-2016
Sociedade

Ribeira de Pena: I Congresso Internacional “Camilo: o homem, o génio e o tempo”

Ribeira de Pena: I Congresso Internacional “Camilo: o homem, o génio e o tempo”

No passado dia 9, 10 e 11 de setembro a Câmara Municipal de Ribeira de Pena, em conjunto com a Universidade de Trás os Montes e Alto Douro organizaram no Auditório Municipal e na Casa de Camilo em Friúme, o primeiro Congresso Internacional “Camilo: o homem, o génio e o tempo”. Um congresso que surgiu no seguimento de seminários que já foram realizados, para abrirem novas perspetivas de estudos camalianos.

A ligação de Camilo Castelo Branco a Ribeira de Pena surgiu aos 16 anos, quando em 1841 casou-se com Joaquina Pereira França na Igreja Matriz do Divino Salvador. A essência da terra e das gentes da aldeia de Friúme, onde enamorou e casou, serviu sempre de cenário para as obras do escritor.

No decorrer deste congresso, o Auditório Municipal de Ribeira de Pena recebeu no dia 9 de setembro a exposição “ Camaliana”, de Damião Vellozo Ferreira. Uma mostra de diversos objetos que unem Camilo a Augusto Alberto da Silva Ferreira, bem como algumas obras raras do ilustre escritor.

Ainda na sexta feira, na Casa de Camilo, na aldeia de Friúme, foi inaugurada a exposição “Camilo e Rosalía de Castro”. Uma cerimónia que contou com a presença do presidente da câmara, Rui Vaz Alves, o presidente da Fundação Rosalía de Castro, Anxo Viturro, e o ensaísta Paulo Machado.

Esta é uma exposição que reúne inúmeros livros e iconografia, uma homenagem a dois ilustres da literatura luso-galaica, Camilo e Rosalía.

Depois do primeiro dia dedicado ao autor de “Amor de Perdição”, surgiu o momento de apresentação da segunda edição do livro “ A Primeira Mulher de Camilo” de Alberto Pimentel.

O livro, reeditado e com introdução de Joaquim Pinto da Silva, apresenta a primeira e única fotografia de Joaquina, a primeira mulher de Camilo. A fotografia que até então, era desconhecida foi oferecida por César Romão à Câmara Municipal de Ribeira de Pena, para figurar na Casa de Camilo.

No último dia do congresso, o graffiter português Daniel Eime, apresentou o mural literário, uma pintura executada em parede, que serve de homenagem a Camilo Castelo Branco. A obra pode ser apreciada junto à Biblioteca Municipal de Ribeira de Pena.

Redação

Outras notícias