28/03/2020
14:17:40
SinalTV - Canal MEO 500520
03-12-2014
Sociedade

Primeiro protocolo de cooperação transfronteiriça juvenil assinado no AECT Eurocidade Chaves-Verín

Primeiro protocolo de cooperação transfronteiriça juvenil assinado no AECT Eurocidade Chaves-Verín
O diretor do AECT Eurocidade Chaves-Verín e alcalde de Verín, Juan Manuel Jiménez Morán, e o vice-presidente da Câmara Municipal de Chaves e membro da Assembleia da Eurocidade, Carlos Penas, presidiram, no passado dia 02, a assinatura do primeiro protocolo de cooperação transfronteiriça juvenil, estabelecido entre duas associações de Chaves e Verín: a Associação Juvenil “A Voz da Juventude” e a “Associação Juvenil Entroideiros”.

O ato, no qual também participaram Rogelio Martínez,  delegado territorial da Junta em Ourense, e Manuel Dias Barros, Diretor Regional do Instituto Português de Desporto e Juventude, destinou-se não só a estreitar a já existente colaboração institucional e coesão sociocultural da juventude entre o “Bairro Norte” (Chaves) e o “Bairro Sul” (Verín) da Eurocidade, como também pretendeu estabelecer as linhas de atuação para trabalhar na resolução de problemáticas comuns que afetam a juventude. “A assinatura deste protocolo entre duas entidades de dois países é sempre uma boa noticia para a cooperação territorial europeia, mas neste caso sinto-me duplamente orgulhoso por ser o primeiro protocolo que se assina na Península Ibérica entre duas associações juvenis, que, despois de anos de trabalho conjunto e a partilhar atividades, oficializam esta união que vigora desde o arranque do projeto da Eurocidade”, destacou Juan Manuel Jiménez Morán. Recordou ainda que foi “um dia de conclusões e avaliação do trabalho desenvolvido durante os últimos três anos, que durou o projeto Eurocidade II, no qual se apostou no estreitamento dos laços entre a juventude verinense e flaviense, através do Posto Transfronteiriço de Informação Juvenil da Eurocidade e do Local de Ensaios, idealizados para favorecer a mobilidade e a colaboração da juventude dos dois lados da raia, contribuindo assim para a criatividade, a integração e a coesão sociocultural do território”.

Uma reflexão reiterada também por Rogelio Martínez que lembrou que “a Eurocidade não foi nenhuma experiência, mas sim um instrumento útil para melhorar a qualidade de vida dos seus eurocidadãos”, adiantando que “as fronteiras que antes dividiam e separavam, hoje converteram-se numa ferramenta de crescimento”. O delegado territorial defendeu que para que este projeto tenha continuidade “temos de trabalhar com a juventude, já que é a melhor garantia de que os seus objetivos possam seguir vigentes neste futuro deste território” e recordou que a Direção Geral de Juventude e Voluntariado colaborou com o projeto transfronteiriço Eurocidade Chaves-Verín II, que se desenvolveu no período 2011-2014, com atividades que ajudam a potenciar a eurocidadania, organizar conjuntamente eventos culturais e desportivos e dinamizar economicamente esta zona (apoio a 15 eventos destinados aos mais novos da Eurocidade, 217 jovens beneficiaram de ações de intercâmbios juvenis, 306 participaram em ações de formação conjuntas e 2.622 jovens desfrutaram do Posto Transfronteiriço de Informação Juvenil e do Local de Ensaios).

A assinatura deste pioneiro protocolo transfronteiriço de juventude inseriu-se nas Jornadas 'Espaço juvenil transfronteiriço: balanço e conclusões', onde se analisaram as ações e atividades organizadas pelo Posto Transfronteiriço de Informação Juvenil da Eurocidade, no âmbito do projeto de cooperação transfronteiriço Eurocidade Chaves-Verín II. O Posto Transfronteiriço de Informação Juvenil, situado na sede da Eurocidade, serve de plataforma para favorecer e apoiar a mobilidade, interação e colaboração entre os jovens portugueses e galegos, apresentando-se como um ponto claro referente informativo, assessor em temas de emprego, cultura, ocupação de tempos livres, bolsas de estudo e projetos europeus. Por outro lado, a exposição de casos práticos e experiências vividas nas diversas ações que se realizaram neste espaço juvenil e as oportunidades de mobilidade juvenil e apoio ao empreendimento juvenil existentes na Eurorregião Galiza-Norte de Portugal e na Europa, constituíram alguns dos temas expostos ao longo destas jornadas.

A Eurocidade Chaves-Verín é um projeto de cooperação transfronteiriça aprovado no âmbito do Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal (POCTEP), com participação financeira da União Europeia (cofinanciamento FEDER). 

Fonte: Câmara Municipal de Chaves

Outras notícias