05/04/2020
13:33:27
SinalTV - Canal MEO 500520
24-01-2020
Sociedade

Posto de Turismo do Alto Tâmega concluído em junho

Posto de Turismo do Alto Tâmega concluído em junho

Equipamento turístico é “um projeto emblemático e único no país”, que serve os seis concelhos do Alto Tâmega, e ficará concluído em junho.

A colocação de betão para a criação do piso do futuro edifício do Posto de Turismo do Alto Tâmega, que está a ser construído na Alameda do Tabolado, nas caldas, em Chaves, foi acompanhada na segunda-feira, pelo primeiro secretário executivo da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega, CIMAT Ramiro Gonçalves e pela equipa do setor das obras da mesma entidade.

“Estamos a seguir o caderno e o plano de encargos. Esperemos que nos próximos quatro, cinco meses consigamos ter o edifício pronto para poder ser alojado pelos técnicos”, explicou Ramiro Gonçalves, esperando iniciar no próximo mês o processo de contratação do pessoal especializado, assim como do equipamento necessário para dar vida ao novo espaço que assenta no plano estratégico integrado de desenvolvimento territorial do Alto Tâmega e que pretende ser uma “porta de entrada” para o turismo na região.

A construção da infraestrutura arrancou em finais de outubro do ano passado e, de acordo com o primeiro secretário executivo da CIMAT, “se tudo correr dentro do expectável, no início do verão teremos o Posto de Turismo do Alto Tâmega aberto”.

O interior do edifício é constituído por 90 metros quadrados e nesse espaço os turistas terão à disposição vários equipamentos multimédia, ecrãs para visualização de imagens, espaço de provas, com zonas de contemplação sobre os principais elementos da região e outras informações relevantes. A parte exterior será contemplada com uma zona de espelho de água e uma área com um jardim que dará maior amplitude à zona verde das termas.

As paredes do posto de turismo supramunicipal serão de madeira e vidro, prevendo-que que o espaço seja também “praticamente autossustentável”, seguindo “todos os critérios de geração de calor e de recuperação de águas”.

“Criamos o Posto de Turismo junto de um dos pontos mais atrativos do território, junto à zona termal, que tem muitos turistas. O Posto de Turismo pretende que as pessoas depois de visitarem as Termas se desloquem aos outros pontos de interesse do próprio território”, e assim se consiga aumentar o tempo de estadia dos visitantes no Alto Tâmega. “É um projeto emblemático e único no país. É um Posto de Turismo que serve os seis municípios, estando apenas situado no território de um”, salientou Ramiro Gonçalves.

Em média, a permanência dos turistas no território é de 1,8 noites. Em Lisboa é de 2,8.

O primeiro secretário executivo da CIMAT acredita que a região poderá crescer ainda mais, através da criação deste tipo de projetos que permitem de forma agregada fazer a promoção do território e consequentemente melhorar a economia.

As obras para a construção do novo posto de turismo foram adjudicadas à empresa aguiarense H3R, com um custo de 318 mil euros, financiado pelos municípios de Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar.

 

Fonte: CIMAT

  • Posto de Turismo do Alto Tâmega concluído em junho

Outras notícias