31/03/2020
22:34:16
SinalTV - Canal MEO 500520
05-03-2014
Desporto

Pepe quer "passar a mensagem de Eusébio no Mundial"

Pepe quer passar a mensagem de Eusébio no Mundial
Para o defesa central, Eusébio e Coluna têm de ser honrados no Brasil.
O internacional português, Pepe, comentou, numa recente entrevista, os sentimentos de representar Portugal no próximo Mundial que se realiza no Brasil, país onde o jogador do Real Madrid nasceu há 31 anos.
Em entrevista ao diário Record, o luso-brasileiro falou da questão de representar Portugal num Campeonato do Mundo realizado no Brasil, e frisou o orgulho que tem em representar a seleção das quinas no país do futebol.
"Sinceramente, ainda não me passou pela cabeça que tipo de sentimento irei ter na altura mas confesso que estou extremamente feliz por poder jogar por Portugal noutro Mundial, em que o objetivo será sempre ajudar a equipa a chegar o mais longe possível e, dessa forma, dar uma alegria a todos os portugueses. Fico bastante feliz por voltar a um Mundial com a camisola de Portugal, ainda por cima no Brasil, que foi onde eu nasci e tenho os meus familiares. Além disso, foi Portugal que me deu tudo o que tenho hoje. Estou e estarei para sempre muito grato pelo carinho e apoio que os portugueses deram desde o primeiro minuto", afirmou.
Questionado sobre a morte de Eusébio e de Coluna, dois ícones do futebol português no Mundial de 1966, Pepe confessou a relação de proximidade que tinha com o "Pantera Negra" e garantiu que os jogadores vão jogar no Brasil com o "King" sempre presente.
"Foram dois jogadores míticos, principalmente o Eusébio que fez muita coisa por Portugal. Não tive oportunidade de conviver com Coluna como convivi com Eusébio. Vivi um Mundial e dois Europeus com Eusébio em que nós convivíamos diariamente e o Eusébio era uma pessoa que queria sempre o melhor para a nossa seleção nacional. Quando íamos jogar com qualquer adversário, pedia sempre que déssemos o máximo pela Seleção. Vamos tentar, enquanto grupo, passar a mensagem do Eusébio no Mundial, que era trabalhar muito e honrar sempre a camisola de Portugal", disse Pepe.

Fonte: desporto.sapo.pt

Outras notícias