28/05/2020
16:42:22
SinalTV - Canal MEO 500520
04-04-2020
Sociedade

Organização Mundial da Saúde deixa o aviso

Organização Mundial da Saúde deixa o aviso

“A melhor forma para aliviar a economia é atacar o vírus”

Tedros Adhanom Ghebreyesus, director-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), referiu, durante a conferência de imprensa, em Genebra, que cada vez mais pessoas jovens estão a adoecer gravemente e muitas delas a morrer devido ao coronavírus que agora se propaga por quase todos os países do mundo, fazendo questão de salientar que os países que se apressam a suspender as medidas restritivas de contenção da pandemia de Covid-19, correm o risco de enfrentar uma crise económica ainda mais grave e prolongada, bem como um ressurgimento do vírus. “Estamos todos conscientes das profundas consequências sociais e económicas da pandemia. Em última análise, a melhor forma de os países terminarem com as restrições e aliviarem a sua economia é atacar o vírus”, defende.

“Se as pessoas atrasam os cuidados ou os evitam porque não podem pagar, não se prejudicam apenas a si próprias, mas também tornam a pandemia mais difícil de controlar, pondo em risco a sociedade. Esta é uma crise sem precedentes que exige uma resposta sem precedentes. Através dos dados de vários países da Europa, é possível verificar mortes em pessoas com 30 e 40 anos, que se encontravam nas unidades de cuidados intensivos. Alguns desses indivíduos tinham problemas de saúde associados, mas outros não”, afirma.

As autoridades da OMS disseram estar “profundamente preocupadas com a rápida dimensão e propagação global do surto. Nas últimas cinco semanas, testemunhámos um crescimento quase exponencial do número de novos casos, atingindo quase todos os países, territórios e áreas”, concluiu o director-geral da Organização Mundial da Saúde.

 

Paulo Silva Reis

Outras notícias