28/03/2020
14:42:29
SinalTV - Canal MEO 500520
27-05-2015
Sociedade

OCDE dá nota muito positiva à saúde em Portugal mas pede mudanças

OCDE dá nota muito positiva à saúde em Portugal mas pede mudanças

Longo relatório sobre cuidados de saúde sublinha, por exemplo, que nem todos os portugueses são tratados de igual forma nos cuidados de saúde primários.

Um estudo da OCDE que será apresentado esta quarta-feira, em Lisboa, pelo Ministro da Saúde, conclui que Portugal "tem cuidados de saúde de alta qualidade a um baixo custo", mas defende que é preciso aprofundar várias reformas e aplicar mudanças.
No relatório de 190 páginas, a que a TSF teve acesso, o país recebe, no entanto, nota positiva: "os resultados dos cuidados primários e hospitalares são em muitos casos bons, e a despesa com saúde, per capita, está abaixo da média da OCDE". O documento diz mesmo que a "abordagem portuguesa é particularmente sofisticada" ao nível da monitorização e tentativa de melhorar os resultados dos cuidados de saúde.
Apesar dos elogios, existem problemas. Os acidentes vasculares cerebrais, por exemplo, causam uma mortalidade acima da média dos países ocidentais (10,5 por cada 100 casos, em vez dos 8,5 da OCDE). As infeções hospitalares também são muito mais comuns em Portugal, tal como os partos por cesariana.
Nos cuidados de saúde primários, os especialistas defendem que "todos" os portugueses têm de ter acesso a um tratamento igual e de qualidade. A OCDE sublinha que as Unidades de Saúde Familiar (USF) têm alcançado muito melhores resultados do que os tradicionais centros de saúde, situação que gera, na prática, desigualdade entre os utentes.
A proposta dos especialistas internacionais é que o Governo defina uma data para transformar todos os centros de saúde em Unidades de Saúde Familiar e/ou aplique os incentivos e métodos que existem nos segundos à prática dos primeiros.
A OCDE lamenta ainda que os cuidados de saúde primários não sejam mais ativos na prevenção de certas doenças. É ainda sublinhada a pouca importância que o Serviço Nacional de Saúde dá às opiniões dos utentes que têm, na prática, "pouco envolvimento" nas decisões que são tomadas.

Fonte: TSF
Foto: OCDE

Outras notícias