17/11/2019
20:11:00
SinalTV - Canal MEO 500520
13-11-2014
Sociedade

Município de Vila Pouca de Aguiar esclarece população sobre construção das barragens

Município de Vila Pouca de Aguiar esclarece população sobre construção das barragens
A Câmara Municipal impulsionou sessões de esclarecimentos junto das comunidades do concelho aguiarense envolvidas pela construção das barragens de Gouvães e Alto Tâmega e fê-lo porque, segundo o autarca Alberto Machado, é importante que a população esteja esclarecida para que não haja surpresas no decorrer dos trabalhos, desde logo os que estão planeados a curto prazo.
Nesse sentido, os representantes da Iberdrola deram a conhecer o cronograma das primeiras ações do Sistema Eletroprodutor do Tâmega, referentes às barragens de Gouvães e Alto Tâmega, direcionadas para expropriações de terrenos e negociações com proprietários, relativas às linhas de distribuição de energia. As negociações serão progressivas mediante o desenrolar das obras. A primeira obra física no concelho, em 2015, circunscreve-se à barragem do Alto Tâmega com galerias de reconhecimento (acessos auxiliares, escavações de galerias e sondagens mecânicas).
 
Entretanto, a empresa vai colocar à disposição das comunidades locais, meios de atendimento permanente para esclarecer os proprietários e habitantes sobre expropriações e outros assuntos relativos ao projeto e ao desenvolvimento da obra. Assim, a Iberdrola disponibilizará atendimento por telefone (220 027 905) e, após o início das obras, com escritório no Município de Vila Pouca de Aguiar. No início de 2016, arrancam diversas obras físicas, tais como acessos, pedreira, linhas de energia, entre outras, sendo que o maior volume de obra decorrerá entre 2018 e 2020.
 
A construção das barragens vai impulsionar a comunidade local e a autarquia terá um papel proativo no apoio logístico à deslocalização de empresas para a região, na colocação de mão-de-obra local pelas empresas envolvidas e na dinamização económica em resposta às empresas e trabalhadores afetos às barragens. 

Fonte: Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar

Outras notícias