18/02/2020
02:41:20
SinalTV - Canal MEO 500520
16-01-2020
Sociedade

IPMA prevê agravamento das condições meteorológicas nas próximas horas

IPMA prevê agravamento das condições meteorológicas nas próximas horas

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera, IPMA prevê para as próximas horas um agravamento das condições meteorológicas com especial incidência para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto e Vila Real no período entre as 12:00 e as 18:00 horas desta quinta feira.

Estão previstos períodos de chuva, que poderá ser por vezes forte a partir do fim da manhã na região norte.

 Vento de sul forte no litoral oeste norte e centro, com rajadas até 80 km/h. Nas terras (até 60 km/h) onde as rajadas podem atingir os 100 km/h. Diminuição da intensidade do vento no final da tarde.

Agitação marítima a partir do início da próxima madrugada em toda a costa mantendo-se previsivelmente até ao final do dia.

 Prevê-se que os acumulados de precipitação nas bacias hidrográficas da região Norte (em particular Lima, Cávado e margem Norte do Douro) possam atingir valores acumulados elevados nas próximas 24 horas, importando manter a vigilância para antecipar o aumento da cota dos cursos de água;

 Deverá ser dada especial atenção às zonas historicamente identificadas como vulneráveis a inundações e em particular em bacias hidrográficas não regularizadas e de escoamento rápido.

​Face à situação meteorológica prevista, poderão ocorrer os seguintes efeitos: Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água; possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem; possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis; inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem; danos em estruturas montadas ou suspensas; dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de preia-mar, podendo causar inundações nos locais historicamente mais vulneráveis; possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte e possíveis acidentes na orla costeira.

Fonte: IPMA

Outras notícias