17/09/2019
17:01:22
SinalTV - Canal MEO 500520
16-02-2016
Sociedade

Homem mata cão a tiro de caçadeira em Oura

Homem mata cão a tiro de caçadeira em Oura

Caso aconteceu na tarde de segunda feira, na freguesia de Oura, Vidago. Homem terá morto cão a tiro e atirado o corpo ao rio. Denúncia foi feita por populares que presenciaram a cena.

Um homem matou um cão a tiro de caçadeira, na passada segunda feira, por volta das 16 horas, na freguesia de Oura, Vidago. O caçador terá, depois, metido o corpo do animal dentro de um bidão e atirado o mesmo para ao rio. 
A cena foi presenciada pelos populares, que prontamente ligaram para as autoridades a denunciar o caso. O caçador, segundo o que a Sinal TV conseguiu apurar, confessou o crime, já no posto da GNR de Vidago, onde foi ouvido e posteriormente identificado e constituído arguido com termo de identidade e residência.
A investigação está agora nas mãos da GNR que seguem as buscas para localizar o animal. 
Segundo dados de 2015, fornecidos pelo Comando Territorial da GNR de Vila Real, foram registados 14 crimes de maus tratos no distrito. 
Recorde-se que a lei contra maus tratos a animais entrou em vigor a 1 de Outubro de 2014. 
A legislação, publicada em Diário da República a 29 de agosto, refere que "quem, sem motivo legítimo, infligir dor, sofrimento ou quaisquer outros maus tratos físicos a um animal de companhia é punido com pena de prisão até um ano ou com pena de multa até 120 dias".
A mesma lei indica que para os que efetuarem tais atos, e dos quais "resultar a morte do animal, a privação de importante órgão ou membro ou a afetação grave e permanente da sua capacidade de locomoção", o mesmo será "punido com pena de prisão até dois anos ou com pena de multa até 240 dias".
Em relação aos animais de companhia, a lei determina que, "quem, tendo o dever de guardar, vigiar ou assistir animal de companhia, o abandonar, pondo desse modo em perigo a sua alimentação e a prestação de cuidados que lhe são devidos, é punido com pena de prisão até seis meses ou com pena de multa até 60 dias".

Redação

Outras notícias