16/09/2019
13:15:53
SinalTV - Canal MEO 500520
19-11-2014
Economia

Gorduras do Estado vão aumentar mais mil milhões

Gorduras do Estado vão aumentar mais mil milhões

Entre 2007 e 2015, as chamadas gorduras do Estado vão aumentar cerca de mil milhões de euros, alerta o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Ao Diário de Notícias, Carvalho da Silva sublinha que esta é uma consequência do facto de a consolidação orçamental ter falhado.

Um estudo publicado ontem pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra revela que as gorduras do Estado vão sofrer um aumento de mil milhões entre 2007 e 2015.

Para Silva Carvalho, antigo secretário-geral da CGTP, a culpa é do falhanço que se revelou a consolidação orçamental.

“A consolidação orçamental em contexto recessivo falhou no seu propósito” uma vez que “aprofundou a recessão e, sem reduzir o défice, impôs mais custos para uma provisão pública de bens, serviços e uma proteção social menos acessível e de pior qualidade”.

Na ótica do antigo dirigente sindical, “ a evolução das contas públicas entre 2007 e 2015 ilustra a extrema dificuldade, ou mesmo a impossibilidade de equilibrar as contas do Estado num contexto de recessão”.

 No referido estudo a que o Diário de Notícias teve acesso é explicado que “a redução da despesa verificada entre 2007 e 2015 incide exclusivamente em duas rubricas: despesas com pessoal e despesas de capital”.

 “A redução em despesas com pessoal, que avulta pelo seu montante – 3,3 mil milhões de euros – decorre não só de cortes diretos no vencimento dos funcionários públicos como de uma enorme redução do número de efetivos. Só em três anos, entre 2011 e 2013, a administração central perdeu cerca de 40 mil funcionários”, lê-se no documento.

Fonte: Notícias ao Minuto

Outras notícias