11/12/2019
10:19:21
SinalTV - Canal MEO 500520
04-01-2016
Desporto

Futsal Feminino: Flavienses empatam em Fafe

Futsal Feminino: Flavienses empatam em Fafe

O Grupo Desportivo de Chaves empatou a uma bola, à 13ª jornada, no reduto da formação Nun'Álvares, num jogo em que as flavienses deixaram duras críticas às condições do piso do pavilhão.

No primeiro jogo do ano, e na penúltima jornada da fase regular do Campeonato da 1ª Divisão Nacional de Futsal Feminino, o jogo entre Nun'Álvares e Grupo Desportivo de Chaves, terminou empatada a uma bola. 
As flavienses saíram ao intervalo a vencer por 1-0 mas na segunda parte, e de grande penalidade, a formação de Fafe conseguiu o empate. 
A equipa orientada por Regina Seixas deixou duras críticas ao piso do pavilhão fafense que se encontrava escorregadio e sem condições para a realização do jogo. 

Com este resultado, o Grupo Desportivo de Chaves soma sete pontos e mantém a 7ª posição na tabela classificativa da zona norte. 

Na última jornada da fase regular do Campeonato da 1ª Divisão Nacional, o GD Chaves recebe o Sporting de Canidelo, às 16 horas de sábado, dia 9 de janeiro. 

Reação ao jogo (publicado na página oficial do facebook GD Chaves Futsal Feminino): 
"A nossa equipa deslocou-se a Fafe para disputar a 13ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª divisão, encontrando um campo escorregadio, sem condições adequadas para a prática desportiva, situação para a qual a equipa de arbitragem foi alertada.
Apesar da situação, foi um jogo bem disputado e equilibrado, com as Valentes Transmontanas a conseguirem ir para o intervalo a vencer por 0-1.
Na 2ª parte as condições do piso escorregadio acentuaram-se e as jogadoras tiveram de se preocupar mais em aguentar-se de pé e não colidir com as barreiras que limitam o campo a apenas meio metro, de forma a proteger a própria integridade física, em vez de conseguirem jogar com qualidade.
Esta ocorrência prejudicou tremendamente o jogo e o espectáculo, colocando as jogadoras em perigo sempre que tentavam correr ou simplesmente dominar a bola.
Fica o reparo para os responsáveis que devem zelar pela condições de segurança dos jogos. Há valores mais importantes que as vitórias e de nada servem as ameaças de expulsão quando o que está em causa é a segurança das jogadoras/pessoas.
Apesar das oportunidades construídas e não finalizadas, devido às dificuldades proporcionadas pelo piso, foi a equipa da casa que conseguiu marcar, através de um penalti inexistente, colocando o resultado final em 1-1".

Redação

Outras notícias