17/11/2019
19:09:44
SinalTV - Canal MEO 500520
06-10-2016
Sociedade

Escolas do Alto Tâmega vão ser alvo de requalificação e modernização

Escolas do Alto Tâmega vão ser alvo de requalificação e modernização

Boticas, Chaves, Montalegre, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar são cinco dos seis concelhos do Alto Tâmega, que vão receber intervenções de requalificação e modernização, nas escolas do 2º e 3ª ciclos do ensino básico e secundário.

A decisão resultou da Resolução do Conselho de Ministros que autoriza a Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares a realizar a despesa relativa aos encargos decorrentes deste acordo de colaboração, entre o Ministério da Educação e os Municípios.

A medida identificada nos Pactos para o Desenvolvimento e Coesão Territorial é uma prioridade de investimento 10.05, do Acordo de Parceria Portugal 2020.

As obras vão ser executadas em 2017 e 2018 e terão um investimento total na ordem dos 3.589.635 euros repartidos entre o FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional), os municípios e o Orçamento de Estado de 2017 e 2018.

BOTICAS

Em Boticas, o acordo já foi assinado pelo presidente da Câmara, Fernando Queiroga, no passado dia 30 de setembro, na presença de Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação.

Neste município, as instalações da Escola EB 2,3 de Boticas serão alvo de intervenção e de adquisição de equipamentos. O custo perfaz um total de 371.219,69 euros dos quais 210.489,75 euros são suportados pelo FEDER, 18. 572,63 pelo município e os restante pelo OE, Orçamento de Estado de 2017 e 2018.

De acordo com Fernando Queiroga, “este acordo permite avançar de imediato com as obras e intervenções necessárias para modernizar o Agrupamento de Escolas Gomes Monteiro, nomeadamente ao nível da substituição de algumas coberturas de fibrocimento que ainda subsistem, bem como debelar pequenas situações no sentido de garantir as melhores instalações para os nossos alunos e contribuir para aumentar ainda mais a qualidade do ensino do nosso concelho”.

 

CHAVES

Na cidade flaviense, o projeto de requalificação e modernização acontece na EB. Fernão Magalhães, cuja empreitada terá um custo de 570.000 euros, dos quais 484.500 euros serão financiados pelo FEDER e o restante investimento diz respeito, à Contrapartida Pública Nacional (Município e OE 2017 e 2018).

 

VALPAÇOS

No concelho valpacense serão duas as escolas a sofrer intervenções no âmbito do Programa Portugal 2020.

As obras na Escola Secundária de Valpaços terão comparticipação comunitária pelo FEDER no valor 782.000 euros para a requalificação e modernização das infraestruturas educativas. No caso, da Escola EB 2,3 José dos Anjos em Carrazedo de Montenego a intervenção pelo FEDER perfaz um total 144.500 euros, sendo que o restante ficará a cargo do Município e do Orçamento de Estado, dos anos de 2017 e 2018.

VILA POUCA DE AGUIAR

Também no concelho de Vila Pouca de Aguiar duas escolas serão requalificadas, a Escola Básica e Secundária de Vila Pouca de Aguiar - Sul com comparticipação de 365.500 euros pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e 32 250 euros por investimento da câmara aguiarense. Na EB 2,3 S de Vila Pouca de Aguiar o investimento total terá um custo de 80.000 euros.

MONTALEGRE

As últimas escolas desta lista de concelhos a sofrer também intervenções é a Escola Básica e Secundária do Baixo Barroso cujo projeto engloba um investimento total de 172.000 euros sendo que o FEDER comparticipa com 146 200 euros. Já a Escola Básica e Secundária Bento da Cruz sofrerá intervenções que perfazem um total de 1 milhão de euros.

As obras nas escolas da região do Alto Tâmega serão executadas em 2017 e 2018 de acordo com o Despacho das Secretarias de Estado do Orçamento, das Autarquias Locais e da Educação que contempla a uma lista de 86 escolas a sofrerem intervenções e remodelações, em todo o país.

Redação

Outras notícias