12/12/2019
16:00:24
SinalTV - Canal MEO 500520
10-07-2014
Sociedade

Construção do Complexo Hidroelétrico do Alto Tâmega previsto para 2015

Construção do Complexo Hidroelétrico do Alto Tâmega previsto para 2015
A IBERDROLA está a desenvolver o Complexo Hidroelétrico do Alto Tâmega, um dos maiores projectos hidroelétricos levados a cabo na Europa, nos últimos 25 anos.

Com um investimento previsto de 1.600 milhões de euros, o complexo de três barragens contará com uma potência instalada de cerca de 1.100 megawatts (MW), alcançando uma produção anual de 2.000 gigawatts hora (GWh), ou seja, 3% do consumo elétrico do país.
Esta iniciativa, preservando o compromisso da Empresa com a promoção das tecnologias de geração mais limpas, contempla a exploração das infra-estruturas dos aproveitamentos hidroelétricos de Gouvães, Alto Tâmega e Daivões, durante 65 anos.
Durante a construção, serão criados 3.500 empregos directos e outros 10.000 indirectos.

O projeto de construção deste empreendimento hidroelétrico foi apresentado em janeiro de 2009 e inicialmente previa a construção de quatro barragens, mas a de Padroselos foi reprovada.
A Iberdrola já pagou ao Estado um prémio de concessão no valor de 303 milhões de euros pela exploração das barragens durante 65 anos.
No entanto, o processo tem-se arrastado, com os ambientalistas interporem uma providência cautelar para considerar nula a Declaração de Impacte Ambiental (DIA).
A Quercus apresentou também uma queixa formal à Comissão Europeia contra o Estado português acusando-o de “violação flagrante” de várias diretivas europeias no mesmo projeto e, em 2013, recorreu ao Tribunal Constitucional para impedir a construção deste empreendimento.

Em setembro de 2011, os municípios envolvidos apresentaram uma proposta de plano de ação, que nunca chegou a ser aprovado formalmente e foi, já em janeiro deste ano, que os autarcas acordaram com a Iberdrola um plano de ação de 50 milhões de euros para investimentos e compensações.
A construção deste complexo hidroelétrico faz parte do Plano Nacional de Barragens.

Fonte: Iberdrola e Lusa

Outras notícias