20/05/2019
09:35:45
SinalTV - Canal MEO 500520
04-03-2019
Sociedade

Comissão Executiva do Sistema Agro-Silvo-Pastoril do Barroso reuniu-se na Adrat

Comissão Executiva do Sistema Agro-Silvo-Pastoril do Barroso reuniu-se na Adrat

Decorreu na última quarta-feira, na ADRAT, a 1ª reunião da Comissão Executiva, estabelecida para a gestão do Plano de Ação aprovado pela FAO, no âmbito do reconhecimento do Barroso como Sistema Importante do Património Agrícola Mundial, sigla SIPAM em língua portuguesa.

Esta Comissão é coordenada pela ADRAT, enquanto Líder da Parceria estabelecida, e composta pela Direção-Regional de Agricultura e Pescas do Norte, DRAPN, Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega, CIMAT, Município de Boticas, Município de Montalegre e Associação Ecomuseu do Barroso.

Além dos membros efetivos referidos, nesta 1ª reunião, estiveram também presentes, na qualidade de membros-convidados, o Gabinete do Ministro da Agricultura e Pescas e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, CCDRN.

Tendo sido debatidos vários assuntos de relevo para a valorização do território classificado, foi renovada a validação do Plano de Ação, bem como foram definidas algumas tarefas específicas a serem desenvolvidas a curto-prazo, nomeadamente a implementação de um plano de comunicação e divulgação, a participação em projetos de cooperação e outros assuntos com vista à maior articulação e dinamização do Sistema Agro-Silvo-Pastoril do Barroso.

Pretende-se, assim, assegurar um maior envolvimento dos agentes do território e projetar esta classificação, até ao momento única em Portugal e no contexto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa, CPLP. O território do Barroso, que se estende pelos concelhos de Boticas e Montalegre, foi designado o primeiro sítio Globally Important Agricultural Heritage Systems/ Sistema Importante do Património Agrícola Mundial, GIAHS.

Trata-se de uma iniciativa da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, FAO para a promoção e preservação do património agrícola. O processo de candidatura à classificação do Barroso como sítio GIAHS foi iniciado em 2016 pela Associação de Desenvolvimento da Região do Alto Tâmega, ADRAT, tendo sido, depois, formalizada junto da FAO pelo Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

A candidatura envolveu ainda o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Municípios de Boticas e Montalegre, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, UTAD e a Universidade do Minho, UM.

Fonte: Associação de Desenvolvimento da Região do Alto Tâmega

Outras notícias