02/07/2020
19:25:13
SinalTV - Canal MEO 500520
30-06-2020
Sociedade

CHAVES: São Caetano, um espaço cada vez mais voltado para a sustentabilidade e segurança ambiental

CHAVES: São Caetano, um espaço cada vez mais voltado para a sustentabilidade e segurança ambiental

O prazo para a limpeza de terrenos termina hoje, mas no santuário do São Caetano, com uma área com mais de 14 hectares, as limpezas florestais terminaram na véspera.

Perante o incumprimento dos proprietários, devido à pandemia da COVID-19, que tinham como prazo para a limpeza de terrenos 31 de maio, as autarquias tinham obrigação de garantirem a realização de todos os trabalhos de gestão de combustível até 30 de junho. O prazo termina hoje e os incumprimentos identificados e notificados pela GNR na limpeza da floresta, arriscam processos de contraordenação, puníveis com coimas de 280 a 10.000 euros, no caso de pessoa singular, e de 1.600 a 120.000 euros, no caso de pessoas coletivas.

Ontem terminaram as operações de limpeza de erva e mato do espaço do santuário de São Caetano, uma extensa área de mais de 14 hectares, que contou com a colaboração do município de Chaves que disponibilizou para o local um trator e tratoristas.

António Joaquim, o padre o santuário agradeceu o contributo da autarquia e começa mesmo por dizer que “o Santuário e de certo todos os peregrinos estão muito gratos pela ajuda etambém ao nosso Orlando, a entrega diária e dedicação, para conseguirmos ir mantendo todo este espaço com a maior dignidade possível. É impossível estar sempre tudo perfeito.”

O pároco faz ainda questão de referir que “nem todas as flores e vegetação podem estar completamente cortados, pois são agentes de polinização para diversos insectos, principalmente das abelhas, que na limpeza de terrenos precisam deles para sobreviver”.

 

Paulo Silva Reis

Foto Carlos Daniel Morais

Outras notícias