21/02/2020
11:53:45
SinalTV - Canal MEO 500520
12-02-2020
Cultura

Chaves reivindica berço de Camões

Chaves reivindica berço de Camões

“Obra, vida e mito: Camões por Chaves” em debate num encontro temático organizado pela autarquia flaviense, com parceria científica do Centro Interuniversitário de Estudos Camonianos da Universidade de Coimbra.

Luíz Vaz de Camões - poeta nacional, considerado como uma das maiores figuras da literatura lusófona e um dos grandes poetas da tradição ocidental - terá visto o mundo pela primeira vez em Chaves. É com esta convicção que a população local reivindica o seu nascimento na cidade flaviense, facto que terá refletido na sua obra poética.

Por uma questão de procura da verdade, o Município de Chaves, em colaboração com o Centro Interuniversitário de Estudos Camonianos da Universidade de Coimbra, vai organizar nos dias 6 e 7 de março, no Museu de Arte Contemporânea de Chaves, o Encontro temático “A obra, vida e mito: Camões por Chaves”.

Chaves faz parte da história e mitologia que acompanham Camões, razão pela qual se pretende aflorar a temática com os maiores especialistas nesta área, que se deslocarão a Chaves para o debate e apresentação do conhecimento já adquirido sobre as origens do poeta.

A “Família Flaviense de Luís Vaz de Camões” tem sido o tema central de várias publicações, que apresentam indícios sobre as origens flavienses de Luíz Vaz de Camões.

Da sua vida pouco se sabe, no entanto, nos testemunhos populares de tradição oral, encontramos fortes indícios de que o seu percurso de vida se cruzou com a localidade de residência da sua família.

A cidade flaviense preserva a memória do poeta, através de várias referências toponímicas, entre elas a maior Praça do Concelho. Os Camões eram senhores de Vilar de Nantes, onde hoje um edifício em ruínas ainda é conhecido como "Casa de Camões" podendo ter pertencido ao seu avô.  Algumas versões da história local apontam como provável local de nascimento de Luís Vaz de Camões essa mesma casa.

Este encontro, com acesso gratuito, carece de inscrição obrigatória, através do link 

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdw92Iae_LLLjuLSeghZO8Jo0Vfjpr8ZuOoygofnLsLaFkIoA/viewform

 

Paulo Silva Reis

Outras notícias