31/05/2020
11:05:53
SinalTV - Canal MEO 500520
03-02-2015
Economia

CCDR-N com “objetivo muito ambicioso” para taxa de execução do ON.2

CCDR-N com “objetivo muito ambicioso” para taxa de execução do ON.2

97 por cento em dezembro de 2015.

A CCDR-N e a Comissão Diretiva do "ON.2 – O Novo Norte” assumiram a meta dos 97 por cento para a taxa de execução do “ON.2 – O Novo Norte” em dezembro de 2015. “É um objetivo muito ambicioso que queremos cumprir no final do ano”, assumiu Emídio Gomes, presidente da CCDR-N e gestor do ON.2, na conferência “Lições do Novo Norte e a aplicação dos fundos no ciclo 2014-2020”, acrescentando que até à data o programa comunitário cumpriu todos os objetivos de execução fixados pela Comissão Europeia.

Na conferência, que decorreu a 30 de janeiro, no Centro de Congressos do Vidago Palace HOTEL, e que serviu para fazer um balanço do ON.2, Emídio Gomes deu conta que a taxa de execução do programa situava-se nos 83 por cento em dezembro de 2014, com um forte contributo dos promotores com projetos contratualizados no eixo prioritário relativo à coesão local e urbana de que são exemplos a construção e requalificação de escolas e iniciativas de regeneração urbana.

O gestor do ON.2 destacou, ainda, que os ritmos de apresentação de despesas por parte dos promotores ficou abaixo do previsto, com apenas 30 por cento das candidaturas encerradas, e realçou que o tempo médio de análise das candidaturas foi reduzido de 30 para 27 dias, “um valor que se compara com as melhores práticas de programas internacionais”.

A apresentação “Lições do “Novo Norte” e a aplicação dos fundos no ciclo 2014-2020” encontra-se disponível para download aqui.

No âmbito desta conferência, a CCDR-N e a Comissão Diretiva do ON.2 tiveram A OPORTUNIDADE de visitar e conhecer de perto projetos apoiados pelo ON.2 na Região do Norte. O Restaurante Papaboa, o Pena Aventura Park, o Hotel Primavera Perfume e projetos da Câmara Municipal de Chaves como o Centro de Incubação de Indústrias Criativas, o Centro de Exposições Expoflávia e o "AQUAE - Centro de Competências em Turismo, Termalismo, Saúde e Bem-Estar" são investimentos que põem em evidência a aplicação dos fundos comunitários.

Outras notícias