25/05/2020
01:47:31
SinalTV - Canal MEO 500520
16-07-2014
Cultura

Casa Regional dos Transmontanos e Alto Durienses recebeu palestra sobre a Inquisição em Chaves nos séculos XVI e XVII

Casa Regional dos Transmontanos e Alto Durienses recebeu palestra sobre a Inquisição em Chaves nos séculos XVI e XVII
Trabalho de Jorge José Alves Ferreira baseou-se no estudo da presença judaica e cristã-nova na Vila de Chaves nos séculos XVI e XVII.
A Casa Regional dos Transmontanos juntou, no passado dia 12 de julho, transmontanos e durienses para uma palestra sobre “[Os cristãos-novos] Galegos e Castelhanos em Chaves nos séculos XVI e XVII: alguns contributos para o estudo da atuação da Inquisição na vila flaviense com base nos processos inquisitoriais”, a cargo de Jorge José Alves Ferreira.
O trabalho agora apresentado pelo escritor flaviense é a continuação do estudo da presença judaica e cristã-nova na vila de Chaves, que se iniciou com o livro  “A presença cristã nova em Chaves no período Filipino (1580-1640)”, publicado na Revista Aquae Flaviae, nº 46  em maio de 2014. O mais recente livro de Jorge José Alves Ferreira debruça-se sobre os galegos e castelhanos que, para escaparem aos tribunais da Inquisição da Galiza e de Castela, se refugiaram em Chaves e que acabaram por serem presos pelo Tribunal coimbrão.
“Galegos e Castelhanos em Chaves nos séculos XVI e XVII” foi apresentado no passado dia 17 de março, no Seminário de História Religiosa, da Universidade Católica Portuguesa do Porto, com a “Espiritualidade, culto e devoções” como temática.
Na palestra na Casa Regional dos Transmontanos e Alto Durienses, Jorge José Alves Ferreira apresentou o resultado do seu último trabalho sobre os judeus flavienses e aproveitou para informar que o estudo será publicado na íntegra na Revista Aquae Flaviae e uma versão reduzida na revista Humanística e Teologia da Faculdade de Teologia da Universidade Católica do Porto.

Outras notícias