31/05/2020
06:01:57
SinalTV - Canal MEO 500520
09-04-2014
Sociedade

Câmara reúne com unidades hoteleiras

Câmara reúne com unidades hoteleiras
Encontro serviu igualmente para fazer o ponto da situação das obras de requalificação do balneário das Termas. 

O Município de Chaves reuniu com as unidades hoteleiras do concelho, no passado dia 03 de abril, para efetuar o balanço das obras de remodelação do complexo termal das Termas de Chaves, no âmbito do projeto AQUAE - Centro de competências em turismo, termalismo, saúde e bem-estar.

O Presidente da Câmara, António Cabeleira, iniciou o encontro lamentando o atraso verificado na obra em curso, ressalvando, no entanto, o seu empenho para que junto da empresa de construção, Lúcios - Engenharia e Construções, se consiga acordar uma data para terminar uma ala, que permita abrir ao público parcialmente o balneário, apontando, previsivelmente, o mês de julho. 

António Cabeleira salientou ainda que o balneário termal está sujeito a um diploma legal próprio - D.L. n.º 142/2004, de 11 de junho, que obriga a licenciamento e vistorias específicas por parte do Ministério da Saúde. 

Os representantes das diversas unidades hoteleiras presentes manifestaram a sua preocupação em não poderem receber este ano termalistas, que, em alguns casos, representam 80% dos seus clientes. 

Opinião unanime foi que a obra em curso trará mais-valias e será um dividendo do qual todos irão beneficiar no futuro, permitindo assim captar novos segmentos de mercado nacional e catapultar as Termas de Chaves num fenómeno mais alargado de internacionalização, já que o complexo termal irá funcionar durante todo o ano. 

O autarca lançou ainda o repto para que as unidades hoteleiras do concelho se constituam em associação, em estreita colaboração com a empresa municipal “Gestão de Equipamentos do Município de Chaves, EM-SA”, que gere o balneário, e trabalhem em prol do desenvolvimento global que é certamente mais benéfico do que cada um virado para si. 

Desta forma, conseguiriam concorrer a fundos comunitários e beneficiar de linhas de apoio específicas, com financiamentos, sobretudo nos domínios da promoção e comunicação, sendo o produto vendido como um todo. 

O Presidente da autarquia referiu como exemplo o que para nós é um inverno gelado é percebido pelos habitantes dos países escandinavos como um clima ameno, já que estes vivem quatro meses de inverno cobertos de neve, destacando que temos de aproveitar estas oportunidades de negócio para maximizar os investimentos e captar novos clientes e fixá-los em Chaves. 
  • Câmara reúne com unidades hoteleiras

Outras notícias