16/10/2019
07:53:39
SinalTV - Canal MEO 500520
18-09-2015
Sociedade

Boticas: IMI mantém-se na taxa mínima e avançam reduções para as famílias com filhos

Boticas: IMI mantém-se na taxa mínima e avançam reduções para as famílias com filhos

O Município de Boticas vai manter o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para o ano de 2015 (a cobrar durante 2016) na taxa mínima permitida por Lei (0,3%), a que se junta a redução da taxa a pagar pelas famílias com dependentes a cargo, que será de 10% para famílias com um dependente, 15% com dois dependentes e 20% com três ou mais dependentes, o máximo que a Lei permite.

Na prática, uma família com dois filhos que resida no concelho verá a taxa efetiva do imposto baixar de 0,3% para 0,255%. Se a casa onde mora tiver um valor patrimonial de 100 mil euros, em vez de 300 euros pagará 255 euros, ou seja, terá uma poupança de 45 euros.
A proposta foi esta quarta-feira aprovada em reunião do executivo municipal e será agora submetida à apreciação e votação da Assembleia Municipal, a ter lugar no final deste mês.  
Apesar do IMI constituir uma das principais receitas dos Municípios, o Presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, sublinha que "fruto da boa saúde financeira do Município, esta é a decisão mais acertada para o benefício de todo o concelho e em particular para as famílias, não fazendo qualquer sentido, tendo em conta a elevada carga fiscal dos munícipes, aplicar outra taxa de IMI que não fosse a mínima, garantindo ainda as reduções permitidas por lei às famílias com dependentes a cargo. Felizmente, a autarquia tem conseguido garantir fontes de receita e financiamento que permitam fazer face aos seus encargos e investimentos, pelo que é de toda a justiça que aliviemos até ao limite das nossas possibilidades os encargos da nossa população, dando, assim, mais um sinal de que a nossa grande prioridade é garantir as melhores condições de vida possível para os nossos munícipes".

Fonte: Gabinete de Imprensa da CM de Boticas

Outras notícias