28/03/2020
14:17:22
SinalTV - Canal MEO 500520
05-08-2014
Economia

Banco de Portugal sem resposta para os pequenos accionistas

Banco de Portugal sem resposta para os pequenos accionistas
Para os pequenos clientes do BES, com produtos garantidos, a mudança para o Novo Banco não tem custos. Podem continuar a usar os cheques ainda com o nome do BES, os cartões bancários, o NIB e o «home-banking» também não mudam.
O Banco de Portugal tranquiliza depositantes, mas não tem resposta para pequenos accionistas. Com o Novo Banco pouco ou nada muda para quem tinha conta no BES, isto para os pequenos depositantes sem aplicações de risco. 

Para os pequenos clientes, com produtos garantidos, a mudança para o Novo Banco não tem custos. Podem continuar a usar os cheques ainda com o nome do BES, os cartões bancários, o NIB e o «home-banking» também não mudam. 

Na nova instituição encontram os produtos que tinham no BES, assim como no BEST e no Banco Espírito Santo Açores. Desde as contas à ordem e poupança, até às contas poupança-reforma, poupança-condomínio, certificados de depósito, e até depósitos em moeda estrangeira, entre outros. 

Estes depósitos mantêm os saldos intactos e gozam das garantias previstas por lei. 

De fora ficaram as contas de titulares, accionistas, gestores ou familiares relacionados com o BES e os chamados activos tóxicos. 

Os clientes que não têm a certeza se colocaram o dinheiro em depósitos, devem consultar a informação fornecida pelo banco quando subscreveram a aplicação. 

Quem tem empréstimos, pode contar com a habitual prestação mensal sem alterações, o contrato mantem-se intacto. 

Um banco de transição com almofada 
A nova instituição de crédito é um banco de transição, mas tem plenos poderes. Pode conceder créditos e pagar aos credores, como qualquer banco, resta saber se vai conseguir pagar aos pequenos accionistas. 

O Banco de Portugal deu instruções ao velho BES para que garantisse uma almofada financeira para pagar a estes investidores, mas agora não é certo que o dinheiro chegue para tal. 

Os accionistas passaram a ser donos do BES, que ficou apenas com os activos tóxicos, mas se o processo de liquidação der algum dinheiro, será primeiro para pagar aos credores. Resta a venda do Novo Banco, que será para pagar o empréstimo. Se sobrar algum dinheiro, os accionistas com dívida subordinada podem recuperar parte do investimento. 

Resgate de 4.900 milhões salva BES, que foi divido em banco bom e banco mau. O Banco de Portugal disponibiliza uma linha de atendimento para esclarecer os clientes do Banco Espírito Santo (BES), que vai passar a chamar-se Novo Banco. Quem tiver dúvidas ou questões pode contactar a linha telefónica de atendimento, através do número 707 201 409, entre as 9h00 e as 18h00, todos os dias da semana.

Fonte: Renascença

Outras notícias