27/01/2020
21:51:32
SinalTV - Canal MEO 500520
20-10-2014
Sociedade

Ação de sensibilização - idosos em segurança

Ação de sensibilização - idosos em segurança
No âmbito da prevenção e segurança dos idosos, a Polícia de Segurança Pública (PSP) tem levado a cabo várias acções de sensibilização para alertar para o perigo de burlas com a nota de 10 euros que recentemente entrou em circulação. A ação serviu também para um residente no Lar N. Sra. da Misericórdia cumprir um sonho, ser polícia por um dia.
A equipa do Modelo Integrado de Policiamento de Proximidade (MIPP) da esquadra de Chaves desenvolveu no passado dia três de outubro, uma ação que decorreu nas instalações da PSP de Chaves direccionada a três instituições particulares de solidariedade social, Santa Casa da Misericórdia de Chaves, Centro Social da Abobeleira e Casa de Santa Marta. 
No mesmo dia, Adriano Nogueira de 95 anos foi polícia por um dia e garante que gostou da experiência. “Andei no carro patrulha, só não passei multas”, disse, sorrindo.
É natural de Sanfins da Castanheira e reside no Lar Nossa Senhora da Misericórdia. “Confessou-nos que tinha um sonho”, disse a agente Ana Pires e “nós satisfizemos-lhe o desejo” e “não foi um polícia qualquer, foi um chefe”, completou o agente Humberto Terra, “via-se na alma dele que transpirava felicidade”. 

Promoção do envolvimento ativo da população idosa 
  
Os elementos das equipas de policiamento de proximidade deixaram alguns conselhos na adopção de medidas preventivas e comportamentos de autoprotecção, quer em casa, na via pública ou mesmo quando em residências de acolhimento de idosos estão em contato com o exterior. 
A ação prevê ainda deslocações da equipa do MIPP aos utentes de diversas instituições de acolhimento de idosos e foi o que aconteceu no Lar de Santa Isabel, em Vilar de Nantes, onde foram comunicados procedimentos de segurança a observar em situações de tentativa de burla ou burla consumada, “contos do vigário” e furto a residências, de forma a criar maior sentimento de segurança junto da população afetada por este tipo de criminalidade que de acordo com o sub comissário Portugal, comandante da esquadra de Chaves, continua a ser relevante junto da população mais idosa, vendo nesta faixa populacional um alvo mais fácil associado a incapacidade e limitações físicas próprias da idade. 
A polícia já lhe conhece os truques e desde que a nova nota entrou em circulação, uma alteração que de acordo com o agente Jaime Morais se deve “a um sistema de segurança maior para ser mais difícil a sua falsificação”, que é necessário a população estar elucidada dos perigos que pode correr com o comportamento de burlões.  
Foram deixados alguns conselhos, “manter sempre junto de si os seus bens, fazendo-se acompanhar apenas do dinheiro necessário evitando transportar grandes quantias; manter malas e carteiras devidamente fechadas, transportando-as do lado oposto à faixa de rodagem; redobrar a atenção em locais em que existe um maior aglomerado de pessoas; evitar o uso de objectos de valor, nomeadamente acessórios em ouro; evitar dar conhecimento de rotinas diárias ou de familiares e amigos a estranhos”.
Além de alertar os mais velhos para os perigos que estão sempre à espreita, a PSP pede ajuda à população e porque para atuar é preciso ter conhecimento, nunca é demais relembrar “contamos convosco para vos ajudar”, salienta o agente Terra “dando-nos conhecimento de situações anómalas ou envolvendo pessoas e atos estranhos”. 
Os idosos tiveram a possibilidade de visitar as instalações da PSP, nomeadamente o calabouço.  

Sandra Gonçalves  - Santa Casa da Misericórdia de Chaves

  • Ação de sensibilização - idosos em segurança
  • Ação de sensibilização - idosos em segurança
  • Ação de sensibilização - idosos em segurança

Outras notícias