20/10/2019
03:38:58
SinalTV - Canal MEO 500520
14-10-2014
Cultura

2,4 milhões de pessoas visitaram museus e monumentos em Portugal no primeiro semestre

2,4 milhões de pessoas visitaram museus e monumentos em Portugal no primeiro semestre
Mais 177 mil visitantes, sendo que o maior aumento se registou na região Norte, com mais 112 mil ingressos. Crescimento global foi de 8%.
No primeiro semestre deste ano quase 2,4 milhões de pessoas visitaram os museus, palácios e monumentos portugueses, que tiveram mais 177 mil visitantes do que no mesmo período em 2013, anunciou esta segunda-feira o gabinete do secretário de Estado da Cultura. O mais popular continua a ser o Mosteiro dos Jerónimos. O Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) foi aquele que atraiu mais novos visitantes.

Em nota enviada às redacções, a tutela contabiliza então um aumento de 8% no número de visitantes em todos os museus, monumentos e palácios – sendo o principal aumento nos equipamentos culturais do Norte do país. A cifra agrupa os equipamentos sob a tutela das diversas direcções-regionais de Cultura (Norte, Centro, Alentejo e Algarve), além daqueles sob alçada da própria Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC). Em Junho, a DGPC tinha já divulgado os dados relacionados com os organismos sob a sua tutela e assinalado que durante os primeiros seis meses deste ano estes receberam 1,6 milhões de visitantes, aos quais se juntam agora os dados relativos às direcções regionais.

O ranking dos mais procurados no país mantém-se com o mesmo líder: o Mosteiro dos Jerónimos foi visitado por 378 mil pessoas. Depois, segundo o mesmo comunicado, surge a Torre de Belém, com 242 mil visitantes e o Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), com 143 mil ingressos. Este último, assinala o gabinete de Jorge Barreto Xavier, teve “a maior variação positiva, tendo registado um aumento de visitantes na ordem dos 123%” em relação ao período homólogo de 2013.

O MNAA recebeu no primeiro semestre deste ano a exposição Rubens, Brueghel, Lorrain. A Paisagem do Norte no Museu do Prado (de 3 de Dezembro de 2013 a 6 de Abril de 2014), que teve 80.032 visitantes. Seguiu-se-lhe Esplendores do Oriente. Jóias de Ouro da Antiga Goa, que entre 16 de Abril e 28 de Setembro teve 69 mil visitantes e foi prolongada até Novembro, e Os Saboias. Reis e Mecenas (Turim, 1730-1750), que atraiu 22.184 pessoas entre 17 de Maio e 28 de Setembro.

Na região Norte, que também viu crescer em 112 mil pessoas o número de visitantes nos equipamentos culturais sob alçada do Estado, o espaço mais visitado foi o Castelo de Guimarães, com 138 mil visitantes. No centro, o mais concorrido foi o Museu de Aveiro com 21 mil entradas. Mais a sul, no Alentejo, o Museu de Évora foi o mais popular, com cerca de 12 mil visitantes – mas o maior crescimento registou-se nos ingressos na Casa de Burgos, em Évora, com mais 70% visitantes. No Algarve a tendência de aumento concretizou-se com 122 mil visitantes nos equipamentos da região, dos quais o mais visitado foi a Fortaleza de Sagres, vista por mais dez mil pessoas do que no mesmo período de 2013.

Fonte: Público

Outras notícias